Arquivo da categoria: Entretenimento

O proveito de Pretty Little Liars

Pretty Little Liars é uma série de televisão (baseada na série de livros com o mesmo nome) da ABC Family que estreou dia 8 de Junho de 2010. Com apenas três episódios exibidos, a série recebeu sinal verde para a produção de uma primeira temporada completa de 22 episódios.

Sinopse

A série fala de 5 amigas – Aria Montgomery, Spencer Hastings, Hanna Marin, Emily Fields e Alison DiLaurentis. Durante uma pequena festa Alison DiLaurentis desaparece sem deixar rasto. Passado um ano, as amigas voltam a se encontrar ainda sem saber o que aconteceu a Alison. Começam a receber mensagens de segredos, que apenas Alison podia saber, todas elas assinadas por “A”. As amigas pensam que ela voltou, mas esta é supostamente encontrada morta uns dias depois. No funeral, quando as quatro amigas pensavam que tudo tinha acabado, recebem uma mensagem: “Eu ainda estou aqui vadias, e eu sei de tudo… – A”.

fonte:  Wikipédia

Pretty Little Liars é legal. Sabe, acho que guardar segredos é comum, todos nós temos nossas inseguranças e temos formas diferentes de lidar com elas. E uma vez que esse segredo não tenha como base a proposta de afetar a vida alheia, realmente não diz respeito a mais ninguém! Mas eventualmente, na sua vida, vai aparecer alguém que tentará tirar proveito disso…

A questão é: você vai ceder às ameaças e ficar presa a alguém que quer tirar vantagem da situação que você criou ou deixará que a pessoa mexa suas peças enquanto você aceita enfrentar o que vier pela frente?

Pessoalmente opto pela segunda, a hipocrisia alheia pode me atacar o quanto quiser porque sinceramente, a ideia de mentir me faz sim superior a quem ameaça, manipula e tenta fazer um jogo em cima da vida alheia… fingir ser digna de dar lição nos outros apenas te torna a mais baixa das criaturas.

Percebam isso na série!

xo – N

Anúncios

Marreco’s Fest comemora sua 9ª edição ao som de muito rock

No último sábado (19) ocorreu um dos festivais de rock mais importantes do cenário musical de Brasília. Trata-se do Marreco’s Fest, que desde 2001 permite que bandas independentes mostrem seu trabalho com estrutura digna de grandes festivais. O evento reúne as melhores bandas de rock pesado do cenário independente local, onde são prestigiadas por um grande público.

O músico e produtor cultural, Fábio Marreco, é o responsável pela celebração. A primeira edição se tratava apenas da comemoração de seu aniversário. Um churrasco em sua própria casa, com alguns equipamentos montados e amigos músicos entre os convidados. A festa ficou tão boa que gradativamente o número de convidados cresceu, deixando de ser uma comemoração restrita, tomou proporções cada vez maiores, ao que hoje se assemelha a grandes eventos no que diz respeito ao público, organização e principalmente, qualidade musical das bandas, mantendo entretanto o clima amigável, respeitoso e familiar.

A edição deste ano teve início às 13h30 e fim às 3h15. Ao todo, 20 bandas se dividiram entre os dois palcos do festival, representando além do Distrito Federal, a Bahia, Minas Gerais e São Paulo; outras já consagradas como Dark Avenger, Almah, Slug e a internacional Ripper Ownes também estiveram presentes na festa.

Respectivamente, se apresentaram as bandas: Rhevange (DF); Seconds of Noise (DF); ARD (DF); Live Wire (DF); Rafael Curi (DF); Flammea (DF); Zilla (DF); Fallen Angel (DF); Uganga (MG); Totem (DF); Dark Avenger (DF); Ripper Owens (EUA); Almah (SP); Slug (DF); Heavens Guardian (GO); Mork (DF); Isolate (DF); Coral de Espíritos (DF); Sarcasmo (MG) e Mystifier (BA).

Aproveitando o clima de valorização das bandas nacionais, foi exibido o vídeo “Brasília Magical Journey”, produzido e divulgado pelos mesmos organizadores do festival. O clipe conta com a participação dos principais músicos de Brasília, com o intuito de celebrar os 50 anos da Capital Federal.

Apesar de breves problemas técnicos com a iluminação, o evento cumpriu o prometido e deixou o público empolgado do começo ao fim – mesmo com o frio que fazia em Brasília. A satisfação é tamanha que já há expectativa para a próxima edição.


O que dizer em um adeus?

Toda vez que eu leio meu signo eu me deparo com a palavra melancólica. Sempre ignorei, achava que era uma característica fraca, e bem, nunca é isso que eu procuro ou me orgulho no meu signo. Prefiro às referências à perseverança, ao trabalho duro, ao esforço e às conquistas, à ideia de que somos rabujentos e carrancudos quando novos mas afloramos e vivemos o real espírito jovem quando velhos… Essas caractéristicas de capricornianos, mas a palavra melancólica sempre por mim foi questionada.

Ao me avaliar, superficialmente, nunca encontrei um traço do que pudesse parecer melancolia, muito pelo contrário. Sou decidida, determinada, sei o que eu quero e aonde chegar e estou aprendendo como, mas onde diabos essa melancolia poderia estar. Incubrindo com um certo ódio, a ignorei por anos.

Então amadurecemos, passamos pelas situações que até hoje não compreendemos como nos metemos, ou como nos envolvemos com determinadas pessoas, com quem nós convivíamos e na hora de expressar, de extravasar? Nada! Um total vazio.
E repassamos nossos passos, reavaliamos nossas atitudes, nossas omições. Encaramos que não podemos voltar ao passado, consertar as coisas, explicar o que ficou oculto, desmentir o que foi dito para lhe atingir… mas não podemos voltar ao passado. Não temos coragem de tomar atitudes agora, visto que demasiado tempo se passou, e percebemos que estamos na verdade ilhados. Ilhados enquanto uma corrente de icógnitas nos rodeia. Icógnitas submersas em um vazio. Um vazio tão calmo e profundo que ignoramos por grande parte do tempo, mas que inconscientemenete, ou conscientemente ignorado. E nesse espaço sozinho, refletindo e repassando tudo aquilo que não pode ser reparado, que sentimento encontramos? A melancolia. Melancolia por conta do exagerado desejo de perfeição. Imprerfeiçao irremediável.

Compreendi a melancolia existente em mim, e o melhor? Aprendi a lidar com ela especialmente porque o orgulho não nos deixa saná-la. Não nos deixa entregar-nos oa vazio que aparentemente calmo, faclmente nos engole. E as pessoas não entendem por que o orgulho é o meu melhor amigo… é porque ele me protege (muito diferentemente dos fatores que estão imersos no citado vazio que aguarda por destruição!

Mas é necessário seguir em frente. Nunca tive paciênciência ou tendência para o narcisismo. Sentar olhando para a água, esperando que ela me consquiste e me engula não vai acontecer, jamais. Quem consegue viver de passado?

Acredito que essa é a beleza de ser do meu signo: mais do que esperar do futuro, que as coisas aconteçam, tentamos reparar nossos erros irremediáveis ao acertar no futuro, e não cometê-los novamente. E o tempo, que tira o incurável de foco, nos permite isso, que as icógnitas em fúria do vazio tenham maior densidade e afundem enquanto seguimos em frente.

Ah, mas sorte também que o meu ascendente é escorpião para apimentar a minha vida enquanto não chego lá! XD

@sebastianbach COMES TO BRAZIL

Sebastian Bach e Axl Rose dividindo o palco há algum tempo…

Uma hora e meia, aproximadamente, após o término da postagem anterior recebi a notícia que me deixou em total estado de ansiedade para o dia 7 de Março, como se eu já não estivesse em GRANDES expectativas para o dia.
Pois bem, estava eu twittando pela madrugada, um excelente exercício para nós que não suportamos dormir cedo, quando o singelo tweet atualizado pelo tweetdeck surge: “Guns N’ Roses & Special Guest Sebastian Bach in BRAZIL March 2010! Thx @axlrose @djashba !! “ O responsável pela mesnagem? ninguém menos que o próprio Sebastian Bach.

Eu sinceramente desconheço o quão conhecido ele é para quem não tem o costume de acompanhar o ”mundinho do Rock”, mas para mim, Gunner desde os 13 anos, fiquei bastante eufórica (a ponto de dar inúmeros replys ao @axlrose e @sebastianbach, correr para o profile do último no facebook e festejar a notícia, além de comentar no tópico da comunidade referente ao show em Brasília)!

Para os esquecidos ou desatualizados, Sebastian Bach foi o vocalista da banda Skid Row, formada em 1986(nem eu tinha nascido ainda), quando convidado pelo guitarrista Dave Sabo. Em 1990, o vocalistafez a abertura para os shows principais da turnê:  Guns N’ Roses e Metallica.

A formação inicial da banda durou até 1996, quando Bach sai (ou foi demitido, não há informação oficial sobre isso) por imcompatibilidade de personalidades (conta a lenda que sua atitude e gênio forte foram os motivos, o que sempre serviu de pauta na mídia e causava desentendimentos ainda maiores entre os membros).

A partir de então, o ex-Skid Row opta por participações na Broadway, com os musicais ‘The Rocky Horror Show’, ‘Jekull Hyde’ e o mais comentado de todos, ‘Jesus Christ Superstar’.

Mesmo presente nos palcos de teatro, suas participações não obtiveram tanta visibilidade como a de líder de banda, é então que ele surpreende ao antigo público e ingressa à notoriedade de uma nova geração ao aceitar participar da série americana Gilmore Girls, como Gil, o guitarrista da banda da personagem Lane Kim.

Atualmente Bach está em carreira solo com seu mais novo CD intitulado “Angel Down” e apesar de ser considerado pela crítica a melhor obra que Bach fez não foi o mais vendido em sua carreira, Angel Down vendeu 100.000 cópias nada comparado com os mais de 20 milhões de cópias que os outros ábuns venderam. Bach ainda conta com Axl Rose, vocalista do Guns N’ Roses, em 3 faixas do seu novo álbum, com os dois cantando juntos um cover de “Back in the Saddle” do Aerosmith  e mais outras duas músicas intituladas “Stuck Inside” e “Love is a Bitchslap”.

Let me tease you:

Good old times that I didn’t enjoy:

– Você também deveria buscar vídeos da antiga formação do Skid Row no Youtube e suspirar um pouco (se vc for mulher ou ‘bee’, #fikdik).

THEY’RE COMING

Quase um ano depois do lançamento de “Chinese Democracy”, o Guns N’ Roses anunciou datas da turnê. A banda não realiza shows desde 2007(quando se apresentou no México).

Lançado no dia 23 de novembro de 2008, o álbum é o primeiro com músicas inéditas em mais de 10 anos, o que só aumentou a expectativa dos fãs, que após o lançamento, esperam ansiosamente a oportunidade de conferir a proposta do grupo. Apesar de não ter sido promovido adequadamente (sem clipes, entrevistas ou shows), conquistou a marca de 5,1 milhões de cópias e adquiriu um disco de platina nos EUA.

As apresentações contarão com a participação do guitarrista DJ Asha, que substitui o músico e compositor Robin Finck, (que deixou o grupo para entrar em turnê com sua ex-banda, o Nine Inch Nails).

A passagem do grupo pelo Brasil – primeira desde o show no Rock in Rio 3 de 2001 – começa por Brasília (7/3), segue para Belo Horizonte (10/3), São Paulo (13/3) e Rio de Janeiro (14/3) e se encerra em Porto Alegre (16/3).

Além das faixas do novo trabalho, o repertório das apresentações inclui clássicos antigos da banda, como “Sweet child o’mine”, “November rain” e “Welcome to the jungle”.

Let me tease you:


Grandes expectativas

Que a atriz Kristen Stewart tem feito filmes interessantes não é surpresa para ninguém (especialmente após a loucura que a saga Twilight se tornou), mas está previsto para 2010 a estréia do filme THE RUNAWAYS!

Eu pessoalmente estou contando os minutos (y)

O filme retrata a história da banda The Runaways, liderada pela cantora Joan Jett (que também é a produtora do filme), a banda tornou-se um marco or ser uma das primeiras bandas formada por mulheres no segmento de ROCK.

As garotas enfrentaram muito preconceito até conseguir em fim mostrar que mulher pode dominar o estilo musical.

Para encarar a personagem de Jett, Kristen tee de cortar as madeixas e encarar o visual pesado – aparentemente a jovem atriz não se importou com a mudança.

Outra grande expectativa é pela participação da atriz, anteriormente tida como mirim, Dakota Fenning. A loira interpreta Cherie Currie, e mostra que amadureceu não apenas na aparência mas também como nos papéis escolhidos.

As atrizes também podem ser encontradas atuando juntas na continuação da saga Crepúsculo, Lua Nova.